Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Praia do Forte’

Continuando a série de post sobre as belas praias do Litoral Norte da Bahia, vamos voltar no tempo…

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte

Carinhosamente conhecida como a “Polinésia Brasileira”, difícil é saber por onde começar a desbravar o local, tamanha é a oferta de lazer e entretenimento de que dispõe. Os passeios são muitos e variados, podendo ser feitos a pé, em cavalgadas ou de jipe.

São 12 km de praias, delimitadas por dunas, coqueiral, piscinas naturais, um famosíssimo Sítio Histórico que abriga o Castelo Garcia D’Ávila, a Reserva de Sapiranga, as corredeiras do Rio Pojuca e uma animada aldeia de pescadores que recebem o turista  de braços abertos, oferecendo, além dos irresistíveis atrativos naturais, uma infraestrutura de primeiro mundo.

Castelo Garcia D´Ávila by Gina Moraes.

Castelo Garcia D´Ávila by Gina Moraes.

Assim é Praia do Forte, marco zero da Linha Verde, distante 50 km do aeroporto Internacional de Salvador deputado Luís Eduardo Magalhães, “point” do turista apaixonado pelo turismo ecológico. O acesso é feito pelo km 1 da Linha Verde, logo após o Término da Estada do Coco, em um entroncamento, com placa indicativa. Depois se percorre 1,5 km, através de rua pavimentada com paralelepípedos até chegar ao povoado.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Com essas imagens, quem resiste?

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Projeto Tamar, Praia do Forte by Gina Moraes.

Projeto Tamar, Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Praia do Forte by Gina Moraes.

Ainda tem mais…. além da praia, o Parque Histórico Garcia D´Ávila!

Castelo  Garcia D´Ávila by Gina Moraes.

Castelo Garcia D´Ávila by Gina Moraes.

  Parque Histórico Garcia D´Ávila.

Parque Histórico Garcia D´Ávila.

Parque Histórico Garcia D´Ávila - como era o castelo.

Parque Histórico Garcia D´Ávila – como era o castelo.

Capela do Castelo by Gina Moraes.

Capela Nossa Senhora da Conceição , Castelo Garcia D´Ávila by Gina Moraes.

Ruínas do Castelo  Garcia D´Ávila, By Gina Moraes.

Ruínas do Castelo Garcia D´Ávila, By Gina Moraes.

Figueira no Castelo  Garcia D´Ávila, By Gina Moraes.

Figueira no Castelo Garcia D´Ávila, By Gina Moraes.

Ficou com vontade de conhecer? Venha  que será muito bem acolhido!

 Castelo  Garcia D´Ávila - Praia do Forte, by Gina Moraes.

Castelo Garcia D´Ávila – Praia do Forte, by Gina Moraes.

Read Full Post »

A última praia da Estrada do Coco é também uma das mais bonitas. Um verdadeiro paraíso!

Itacimirim . Foto: FlaviaC

Itacimirim . Foto: FlaviaC

A pacata Itacimirim ( nome indígena, que significa  “pequena mãe de pedra”, através da junção dos termos itá (“pedra”), sy (“mãe”) e mirim (“pequeno”) está à 25km de Costa de Sauípe, ou entre Guarajuba (ao sul) e Praia do Forte (ao norte), da qual é separada pela foz do rio Pojuca.

Aproximadamente a 48 km do Aeroporto Deputado Luiz Eduardo Magalhães, em Salvador, e a 6 km de Praia do Forte, no início da Linha Verde, Itacimirim desponta no cenário das belas praias do Litoral Norte da Bahia como uma das mais harmoniosas e sossegadas.

O principal potencial turístico é sua geografia. Originada de uma vila de pescadores, Itacimirim é formada por uma estreita faixa de terra, tendo a leste o Oceano Atlântico e a oeste as lagoas Guarajuba e Velado por onde correm as águas do rio Itacimirim.

Passando pela Vila da Barra de Pojuca, esta localizada a  Cascatinha, um lugar agradável para visitar com crianças pequenas, que poderão tomar um banho de rio enquanto os pais se refrescam com bebidas bem gelada servida nas barracas do local.

Subindo o rio Pojuca, de barco ou de caiaque, chegamos nas corredeiras do rio, onde grandes quantidades de água descem em sua viagem para o mar.

Nestas corredeiras podemos observar também a pesca do Pitu (Lagosta de Água doce) com gaiolas penduradas nas correntes do rio.

Com um resort de alto luxo, restaurantes e boas barracas de praia, Itacimirim é marcada por sua boa infraestrutura. Ao norte, o Rio Pojuca encontra o mar, deixando as águas mais escuras e atraindo muitos peixes, como o robalo.

Conhecida como uma praia perfeita para a pratica do surf, Itacimirim tambem tem ficado famosa pela estrutura montada no lugarejo.

Com um grande número de casas de veraneio, o movimento no local só aumenta nos grandes feriados e no verão. Durante o resto do ano, a população nativa e os surfistas, interessados nas belas ondas do local, povoam a praia de forma constante. Itacimirim é um refúgio perfeito, para dias de descanso inesquecíveis.

As Praias

A primeira, a Praia da Barra, tem como atrativo a Barra do Rio Pojuca, com suas corredeiras, ricas em pitus, e com uma primorosa foz ladeada por areia, por manguezais, coqueirais e barracas de praia, que dão ao local uma beleza especial. É daqui que partem canoas, que levam os turistas até às corredeiras.

A segunda, a Praia das Ondas, tem areia fofa que parece acariciar nossos pés durante as longas caminhadas e ondas convidativas para a prática de surfe; os jovens estão sempre por aqui atrás de uma onda e ondas por aqui é o que não falta.

A terceira, a Praia do Porto, caracteriza-se por suas águas calmas, protegidas por uma barreira de corais que forma uma enorme piscina  natural, onde pode acontecer de seu banho de mar ser ao lado de tartarugas marinhas  que freqüentemente se alimentam neste local. Deste ponto tem-se uma visão deslumbrante das outras praias.

 A  quarta, a Praia da Espera, destaca-se pela beleza do porto natural onde ficam ancorados os barcos de pesca. Dizem os pescadores, que  por ser este o único “porto certo” de toda região, tempos atrás quando  havia ” viração”  e todas as outras barras se fechavam, era nesta  praia que as mulheres dos pescadores vinham esperá-los. Daí o nome Praia da Espera.  Aqui tem piscinas naturais formadas por arrecifes de corais e  peixinhos coloridos, por isso as pessoas gostam de  mergulhar com snorkel para observá-los, tem também, a menos de uma milha deste ponto um navio naufragado, que oferece possibilidades excelentes para o mergulho.

Barracas de Praia atraem nos fins de semana banhistas que gostam de ficar nesta Praia, aproveitando a sombra das amendoeiras  e a linda paisagem que tem como  pano de fundo o farol da famosa Praia do Forte.  Foi aqui  nesta praia que aportou, em 1984 o navegador Amyr Klink, após viagem solitária de cem dias, em um barco a remo,  entre a Namíbia na África e o Brasil.

 A quinta e última, a Praia do Peru,  oferece condições ideais para o surf  e é freqüentemente palco de  campeonatos. Esta praia é , segundo os praticantes,  a melhor praia  para o surf de  toda a Costa dos Coqueiros. Aqui também é o melhor ponto para acompanhar o  por de sol.

cachoeira 2lagoa

matapordosol

praia         praia3

praia2  sol

Fotos:  praiadasondas

No próximo post tem mais.

Read Full Post »

Além de praias belíssimas, culinária internacional e local, artesanatos  e diversas atrações, a Praia do Forte abriga um dos projetos mais  sensacionais que conheço: a preservação das tartarugas marinhas ameaçadas de extinção – o Projeto TAMAR e o Instituto Baleias Jubarte. O Tamar proteje também tubarões e outras  espécies da vida marinha.

Para chegar lá siga a rua Alameda do Sol. Ao chegar em frente a igrejinha vire a esquerda e logo avistará a entrada do Projeto TAMAR.

O ingresso custa em torno de 16 reais para adultos (aceita-se cartão de crédito). Lá dentro tem várias atrações: tanques com tartarugas, peixes, teatro de fantoches, oficinas de arte, visitas guiadas e lojinha. Na entrada tem sanitários bem originais!.

Palco para as apresentações

A visita à loja é realizada na saída.

Crianças fazendo pose para fotos dentro de réplicas de “ovos” de tartaruga.

Farol da Praia do Forte -Lighthouse

Tartaruguinhas

Tanque com tubarão

É na Praia do Forte  que temos a chance de ver as diferentes espécies de tartarugas marinhas.  Existem sete tipos de tartarugas no mundo, sendo que quatro delas põem os seus  ovos nas praias do Papa Gente. A temporada de desova ocorre entre os meses de  setembro a maio. (praiadoforte.org.br)

Tanques com diversas espécies de tartarugas

Sanitários (toilet)

Para saber mais sobre o TAMAR visite o site tamar.org.br

O Instituto Baleias Jubarte, na Praia do Forte, é a segunda base do país  que trabalha para a conservação de baleias jubarte. A primeira  base fica em Caravelas,  sul do Estado da Bahia.

    

Fotos: Wikipédia

O Instituto Baleias Jubarte faz o trabalho de monitoramento e  conservação das baleias jubarte, que entre os meses de julho a outubro, se  encontram em território brasileiro. A Praia do Forte já virou uma área de  concentração e reprodução efetiva desses mamíferos. (praiadoforte.org.br)

Praia do Porto  localizada em frente à Capela de São Francisco de Assis, Praia do Forte.

O litoral norte da Bahia é cheio de atrações.

Vale a pena conhecer!

Read Full Post »

Uma fortaleza medieval  no Brasil! Também chamada “Casa da Torre” ou Forte de Garcia D’Ávila. Seu proprietário preferia chamá-la de Torre Singela de São Pedro de Rates.

A  origem da Casa da Torre deve-se a iniciativa de Diogo Álvares Correia, o Caramuru, casado com Paraguaçu ( da tribo Tupinambá), que foi batizada na França e  recebeu o nome de Catarina Álvares. Um casamento aqui outro ali e os descendentes deles formaram o arcabouço da aristrocracia do Recôncavo Baiano.

Garcia D’Ávila chegou na expedição de Tomé de Sousa. Foi nomeado o feitor e Almoxarife da Cidade do Salvador e da Alfândega.

O castelo só foi concluído em 1624. Edificado inicialmente em estilo manuelino, posteriormente foi construída uma alvenaria de pedra desenvolvendo-se simetricamente em torno de um pátio de armas em estilo renascentista, onde uma escadaria dupla conduzia ao primeiro pavimento.

Galeria de Fotos do Castelo de Garcia D’Ávila

Read Full Post »

A distância  da antiga vila de pescadores até as ruínas é pequena,  3 km da entrada  até o castelo.

Chegando no marco “Mata de São João” , dobre a direita  e siga para  a  Praia do Forte.

Logo à frente está a entrada  para as majestosas ruínas do Castelo de Garcia D’Ávila, sede do maior latifúndio do mundo, no alto de Tatuapara.

A estrada é de barro e ao lado existe uma trilha pavimentada  para ciclistas. Quando chegar na guarita  pagará uma taxa de 10 reais por pessoa (2012), crianças não pagam. Estacione numa sombra e desfrute da paisagem!

Na entrada da propriedade dos D’Ávila está o Centro de Visitação , um grande salão com maquete do castelo, telas, salas para exposições e centro administrativo da Fundação Garcia D’ Ávila.

Maquetes do castelo

Pinturas

Depois  de uma subida avistará uma gameleira centenária e o anfiteatro.

Mais a frente um sítio arqueológico (vestígios de antigas construçõe)s e a linda vista do castelo com o mar, ao fundo.

Um castelo medieval em pleno nordeste  do Brasil! Um verdadeiro paraíso nos trópicos!

À direita a Capela de Nossa Senhora  da Conceição bem conservada levando em conta que esse patrimônio foi construído a partir de 1551.

Curiosidade: Capela sextavada e abobadada, em estilo medieval canônico, e salas contíguas recobertas por cúpula e abóbada de aresta com arcos diagonais, iguais às do Paço de Sintra, em Portugal. (www.casadatorre.org.br)

Curiosidade: As propriedades dos Ávilas se localizavam, da Bahia ao Maranhão, dentro de uma área de cerca de 800 mil quilômetros quadrados, equivalente a 1/10 do território brasileiro de hoje, o que equivale às áreas, somadas, de Portugal, Espanha, Holanda, Itália e Suíça.  (www.casadatorre.org.br)

Cúpula da  Capela

O castelo/fortaleza militar  “ foi construído em alvenaria de pedra e se desenvolve simetricamente em torno de um pátio de honra, em estilo renascentista, onde uma escadaria dupla conduzia ao primeiro pavimento”.(Casa da Torre)

Do alto avista-se o mar

No próximo post tem mais!

Read Full Post »

Praia do Forte, litoral norte da Estrada do Coco, foi um dos lugares escolhidos para visitar durante as férias.

O dia estava  com um lindo céu azul e o mar convidava para um banho refrescante.

A Praia do Forte está situada no Município de Mata de São João, distante  50  km de Salvador. Possui praias com piscinas naturais  cercadas de arrecifes.

Para chegar lá tem ônibus saindo do aeroporto e  em vários  pontos da cidade.

Para ver o mapa turístico  do lugar click  mapa

São mais ou menos 12 km de praias com uma bela paisagem, coqueiral e uma  excelente infraestrutura (hotéis, resorts, pousadas, flats e albergues).

Há ainda  um comércio bem desenvolvido, com lojas para compras, bares e restaurantes  de comidas típicas e internacionais.

A rua principal foi recentemente urbanizada e ganhou um novo projeto paisagístico embelezando ainda mais o  lugar.

As lojas, das mais simples às mais sofisticadas, vendem roupas, sapatos, decoração, souvenirs e artesanato para todos os gostos.

Que tal essas cadeiras feitas de pneu reciclado?

A rua principal foi fechada para carros, mas tem um estacionamento  no início da rua, por 10 reais o dia. Existem banheiros públicos ao longo do percurso até a pracinha da igreja  e no Projeto Tamar.

Essas réplicas de búzios são do Projeto Tamar.

As atrações do vilarejo vão desde surfe, canoagem, windesurf, pesca, mergulho para apreciar peixes coloridos nas piscinas naturais,  quadriciclo, bicicleta, passeio à cavalo, tirolesa, bóia-cross, vôo parasail, tudo isso e ainda desfrutar das corredeiras do Rio Pojuca.

De julho a outubro podemos ver baleias jubarte fazendo acrobacias no mar, de maio a junho é possível ver tratarugas  marinhas gigantes  nadando e entre dezembro e fevereiro podemos  até participar da soltura  das tartarugas recém nascidas, no mar.

Atrações imperdíveis são as Caretas da Praia do Forte, as rodas de capoeira, o samba-de-roda e o maculelê. São representações culturais e folclóricas da Praia do Forte.

Fotos do site: www.praiadoforte.org.br

Locais que merecem uma visita: Reserva Ecológica  da Sapiranga, Corredeiras, Lagoa Açu, Castelo Garcia D’Avilla, Projeto Tamar e Instituto Baleia Jubarte.

Localidades próximas que vale a pena conhecer pela sua beleza: Praia de Itacimirim, Mangue Seco (abriga vários ecossistemas: dunas, restinga, manguezais, foz e praias. Cenário da novela da Rede Globo “Tiêta do Agreste”) , Guarajuba (praias com piscinas naturais), Imbassaí e Santo Antônio (praias, dunas, coqueiral e artesanato de palha trançada),  Costa de Sauípe (mega empreendimento com hotéis de luxo e pousadas temáticas. Dica: comprar o convite e passar o dia no resort)  e Salvador, com seu centro histórico, é  visita obrigatória para quem vêm a Bahia.

Da Praia do Forte partimos para o Castelo  Garcia d’Ávila. Mas esse fica para o próximo post.

Até lá.

Read Full Post »