Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Jardim’

Você está viajando para Buenos Aires? Qual  é  o seu interesse? Arte, Show de Tango, Culinária, Compras, Turismo…? Você vai encontrar tudo isso e muito mais!

Quer conhecer um jardim Zen? Vá ao Jardim Japonês. É um espaço dedicado  à cultura japonesa e  educação ambiental.

O Jardim Japonês de Buenos Aires  foi construído no Parque Três  de Fevereiro, em 15 de maio de 1967. Está localizado no bairro de Palermo, próximo a Avenida Figueroa  Alcorta e a Avenida Casares.

Nessa ocasião estava em visita ao país o príncipe herdeiro  do Japão, Akihito e a princesa Mishiko.

Além de árvores e plantas, o jardim abriga  um prédio onde  funciona  um centro de atividades culturais, um restaurante,   o Viveiro Kadan  (onde é possível comprar bonsais), a Lanterna de Pedra,  um  ancoradouro, uma cachoeira, um campanário   e uma  loja de omiyage (souvenir).

Jardim

Embora seja uma área pública  cobra-se ingresso na entrada  e  toda arrecadação   é destinada  à manutenção do Complexo Cultural e Ambiental Jardim Japonês, instituição  administrada pela Fundação Cultural Argentino-Japonesa.  Lá se pode aprender  a preparar sushi  ou a fazer exercícios de meditação.

Puente Truncado

Samurai

Na tradição japonesa, as famílias ofereciam lanternas de pedra ao seu templo ou santuário de devoção. O pagode de pedra de 13 andares também é uma referência budista. Na arquitetura de templos, o pagode tem a função de guardar alguma relíquia do Buda. A quantidade de andares (divisões) é sempre ímpar, e no topo, há uma representação da flor de lótus – outro símbolo do budismo.(madeinjapan.uol)

Foto: Henrique Minatogawa

Contou os andares pra ver se é treze mesmo? Também fiz isso, rs.

Há um lago com carpas coloridas, que podem ser alimentadas (amei essa  parte, rs) desde que seja com a comida balanceada adquirida no próprio  centro.

Comprei um saquinho para alimentar as carpas. Elas ficam seguindo você até jogar o alimento.

Jardim Japonês – Carpas

Sino

No jardim encontram-se árvores antigas como a Paineira e a Tipuana tipu, plantas japonesa como a Cerejeira (Sakura), o Acer Palmatuny e lindas Azaléias.

Todos os elementos do Jardim Japonês buscam a harmonia e o equilíbrio.

As pontes  constituem símbolos: existe uma muito curva e extremamente difícil de atravessar, chamada Puente de Dios (ou Ponte de  Deus), que representa o caminho para o paraíso.

A outra ponte, citada anteriormente,   chama-se  Puente Truncado e conduz à “ilha  dos remédios milagrosos”.

Encontramos também figuras estilo Samurai, masculina e feminina.

O “mico do turista” ! kkkk

No próximo post,  mais Buenos Aires!

Read Full Post »

Esse post está super atrasado, mas não vou virar o ano sem mostrar  as delícias preparadas com as frutinhas cultivadas pelo querido genro. Não é média não, nos damos super bem!rsrs.

Veja o que ele conseguiu fazer  num pedacinho de terreno.

Plantou cebolinha  e cebola. Veja o antes…

e o depois!

A flor da cebola é muito linda!

Os tomates  antes…

e depois!

Beterrabas

cresceram, muuuito!

Alface  em vasos.

Os pimentões ficaram  enormes.

Hortelã

O pezinho de uvas.

A parreira cresceu rápido. No próximo ano talvez já tenha uvinhas.

No canto esquerdo  os pés de framboesas e  ao lado o pé de pêssego. Esse infelizmente foi atacado por  uma doença, que deixou as folhas com pontinhos amarelados e todos os pêssegos secaram antes de se desenvolverem.

Os pés ficam cheinhos de frutas, mas na  hora da colheita precisamos ter cuidado com os espinhos.

Nossa produção de framboesas (raspberry)  em um dia de colheita. Nada mal!

Os pés de morangos ( strawberry) floridos.

Os primeiros moranguinhos…

Hummm… morangos!Logo, logo os pés ficaram cheios de moranguinhos vermelhinhos e docinhos.

Olha as ameixas ainda verdinhas!

Flores e mais flores!

Na entrada,  o  pinheiro será a  Árvore  de Natal.

Essas lindas flores alegraram o jardim.

As lavandas (lavender) ficaram esparramadas pelo canteiro e perfumaram todo o quintal.

O figo cresceu bastante, mas só daqui um tempinho vamos poder  saborear essa fruta.

Olha a produção de tomates (tomatoes) !!

A filhota fez saladas,  molho de tomate , tomates ao forno e congelou uma boa quantidade.

A colheita de ameixas foi bastante farta e eu comi pra caramba!rsrs.

As beterrabas  (beets)  cresceram,  fizemos saladas e minha filha fez esse pão, que acabou rapidinho de tão gostoso!

As framboesas, as ameixas e os morangos  tiveram um final delicioso: geléias, sucos e tortas!!!

As lavandas depois de secas viraram sachê.

Depois desse post  “saboroso e perfumoso”, rsrs, ficamos com água na boca, não é?

Até o próximo post.

Bye, bye!

Read Full Post »

Lavandas da Livi

“Quando as palavras fogem, as flores falam”. (Bruce W. Currie)

Read Full Post »

A Casa Loma, em estilo  gótico Revival, foi construída entre 1911-1914. Tem 5 hectares de jardins e a visita com auto-guia dura em média 2 horas.

Apesar das escadas, as pessoas com  dificuldade de locomoção podem utilizar  o  elevador  operado por  funcionários.

Os jardins da Casa Loma estão do lado do restaurante, próximo a  escarpa. Além de uma fonte,  há várias esculturas .

Por que retornar à Casa Loma…  Primeiro,  fazia muito tempo desde a última visita e gosto de visitar castelos, sem contar que com máquina  digital  as fotos têm outra qualidade, não é mesmo?

Essa mansão tem nada menos que 98 cômodos  decorados com requinte e foi a maior  residência da América do Norte, naquela época.

Foi aberta ao público como atração turística, em 1937.

Outra curiosidade da Casa Loma – a casa tinha 59 telefones e, naquela época, o operador de linhas de telefones do castelo completava mais ligações que toda a cidade de Toronto. A comunicação com os empregados era feita através dos telefones, o que justifica a quantidade de ligações. (Fonte: Wikipedia)

Jardim Secreto

Depois de uma boa caminhada para chegar  na Casa Loma e subir os degraus  da torre, um jardim para descançar  e ficar admirando a arquitetura desse lindo castelo não é nada mal.

As suítes são ricamente  decoradas com obras de arte de diversas partes do mundo.

O mobiliário e objetos de decoração são originais, transportando o visitante para um cenário real do início do século passado.

Próximo à Casa Loma está o Sir Winston Churchill Park, com quadra de tênis, uma ravina, bosques, área para piquenique e parquinho para as crianças.

Hora da despedida, ainda  tem muitas atrações  nos próximos posts.

Até breve.

Read Full Post »

Essa semana aproveitei para passear  com  as crianças. Depois de uns dias chuvosos e frios ( caiu até granizo) nada como um pouco de Sol, ar puro e natureza para alegrar a turma! Resolvemos visistar um jardim muito bonito. Com a chegada do verão, curto demais, cada dia ensolarado precisa ser vivido como se fosse o único, rsrs.

Localizado em Toronto, no distrito de Etobicoke, o James Gardens tem 4 hectares de área, pontes rústicas, lagos, cascatas, pistas para caminhadas e ciclovias, áreas para piquenique, patinhos, e flores, muitas flores!

É incrível imaginar tanta área verde em plena cidade! Toronto  é assim, muito arborizada, cheia de parques e jardins.

A prefeitura incentiva a plantação de árvores, como o maple, nas casas que tem áreas ou jardins de frente para a rua. Se o proprietário da residência autoriza o plantio eles logo chegam com uma muda e colocam na frente da casa.

Esse jardim pode ser utilizado para festas de casamento, é só agendar.

O visitante dispõe ainda de instalações de apoio, como sanitários, estacionamento, sem custos. Assim, a família pode permanecer  todo o dia aproveitando essa paisagem maravilhosa!

Lelê se divertiu correndo atrás dos patinhos.

Se quiser conhecer clique aqui para ver a localização no mapa.

Endereço : 121 Edenbridge Dr, Toronto, ON M9A 3G4, Canadá.

Read Full Post »