Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Educação Ambiental’

Você está viajando para Buenos Aires? Qual  é  o seu interesse? Arte, Show de Tango, Culinária, Compras, Turismo…? Você vai encontrar tudo isso e muito mais!

Quer conhecer um jardim Zen? Vá ao Jardim Japonês. É um espaço dedicado  à cultura japonesa e  educação ambiental.

O Jardim Japonês de Buenos Aires  foi construído no Parque Três  de Fevereiro, em 15 de maio de 1967. Está localizado no bairro de Palermo, próximo a Avenida Figueroa  Alcorta e a Avenida Casares.

Nessa ocasião estava em visita ao país o príncipe herdeiro  do Japão, Akihito e a princesa Mishiko.

Além de árvores e plantas, o jardim abriga  um prédio onde  funciona  um centro de atividades culturais, um restaurante,   o Viveiro Kadan  (onde é possível comprar bonsais), a Lanterna de Pedra,  um  ancoradouro, uma cachoeira, um campanário   e uma  loja de omiyage (souvenir).

Jardim

Embora seja uma área pública  cobra-se ingresso na entrada  e  toda arrecadação   é destinada  à manutenção do Complexo Cultural e Ambiental Jardim Japonês, instituição  administrada pela Fundação Cultural Argentino-Japonesa.  Lá se pode aprender  a preparar sushi  ou a fazer exercícios de meditação.

Puente Truncado

Samurai

Na tradição japonesa, as famílias ofereciam lanternas de pedra ao seu templo ou santuário de devoção. O pagode de pedra de 13 andares também é uma referência budista. Na arquitetura de templos, o pagode tem a função de guardar alguma relíquia do Buda. A quantidade de andares (divisões) é sempre ímpar, e no topo, há uma representação da flor de lótus – outro símbolo do budismo.(madeinjapan.uol)

Foto: Henrique Minatogawa

Contou os andares pra ver se é treze mesmo? Também fiz isso, rs.

Há um lago com carpas coloridas, que podem ser alimentadas (amei essa  parte, rs) desde que seja com a comida balanceada adquirida no próprio  centro.

Comprei um saquinho para alimentar as carpas. Elas ficam seguindo você até jogar o alimento.

Jardim Japonês – Carpas

Sino

No jardim encontram-se árvores antigas como a Paineira e a Tipuana tipu, plantas japonesa como a Cerejeira (Sakura), o Acer Palmatuny e lindas Azaléias.

Todos os elementos do Jardim Japonês buscam a harmonia e o equilíbrio.

As pontes  constituem símbolos: existe uma muito curva e extremamente difícil de atravessar, chamada Puente de Dios (ou Ponte de  Deus), que representa o caminho para o paraíso.

A outra ponte, citada anteriormente,   chama-se  Puente Truncado e conduz à “ilha  dos remédios milagrosos”.

Encontramos também figuras estilo Samurai, masculina e feminina.

O “mico do turista” ! kkkk

No próximo post,  mais Buenos Aires!

Read Full Post »