Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Argentina’

Está indo para Buenos Aires? Dê uma olhadinha no post para conferir algumas informações úteis.

O Aeroporto Internacional  Ministro Pistarini, mais conhecido como Aeroporto Internacional de Eazeiz, em Buenos Aires, é a porta de entrada para conhecer a terra do Tango. Está distante 35 km do centro da cidade.

Foto: Wikipédia

Se informe sobre as taxas cobradas no aeroporto, para embarque  internacional. Ver nesses sites:

http://www.diariodemochileiro.com/aeroportosbuenosaires/diariodemochileiro-aeroportos-buenos-aires.pdf

http://www.orsna.gov.ar

Para informações turísticas de como chegar à Argentina desde o exterior, qual a melhor época, compras, formalidades de entrada no país veja aqui: http://www.argentinianexplorer.com/portuguese/informacao.asp

Foto: icnews.com.br

Não esqueça de adquirir o mapa do Metrô de Buenos Aires – fácil de localizar, muito bem organizado, e de quebra uma exposição de arte nas paredes do metrô!

Metrô de Buenos Aires

Metrô de Buenos Aires

27

Painel no metrô

Algumas atrações que encontrarão da cidade de Buenos Aires:

Esse trem nos leva para a Estação Tigre –  vale a pena conhecer  e se desejar pode pegar um barco e  fazer um passeio pelo rio.

Trem para a Estação Tigre.

Trem para a Estação Tigre.

Interior do trem: confortável e com amplas janelas para admirar a paisagem.

55 tigre

Foto by Gina Moraes.

O Município de Tigre está localizado 33 km da cidade de Buenos Aires.

Foto by Gina Moraes.

O Tigre está localizado em uma parte do Delta do Rio Paraná, que é o quinto maior do mundo e o único que conduz a um rio de água doce. A área é constituída de muitos rios, igarapés e ilhas. Na cidade de Tigre tem uma estação fluvial, onde poderá pegar um barco para uma viagem ao redor das ilhas. Em muitas ilhas, existem parques de campismo e áreas para piquenique, onde você pode passar o dia todo pagando uma entrada.

56

Interior da Estação Tigre, by Gina Moraes.

Roteiros que podem ser feito a pé na cidade de Buenos Aires: Avenida de Mayo, La Boca, Palermo, Plaza de Mayo,  Puerto Madero, San Telmo, Recoleta.

Cemitério da Recoleta – “mausoleos”. É nesse lugar que está o túmulo de Evita Perón.

Mausoleo de Evita Perón – Cemitério da Recoleta

Evita Perón

Evita Perón

Portal do Cemitério da Recoleta.

Cemitério da Recoleta - Argentina, by Ginapsi.

Cemitério da Recoleta – Argentina, by Gina Moraes.

Atrações em Buenos Aires: Bosques de Palermo, Caminito em La Boca, Teatro Colon, Jardim Japonês, Jardim Zoológico, Museu de Ciência, Zoo de Luján, Estádio de Boca, Estádio River, Rua Florida, Casa Rosada, Cafe Tortoni, Museu de Belas Artes, Museu de Malba, Parque das Crianças, Jardim Botânico, Museu das Crianças, Reserva Ecologica Costanera Sur, Parque da Costa, Cemitério da Recoleta, San Telmo, Livraria Ateneo.

Compras em Buenos Aires: Shoppings, Outlets, Couro na Rua Murillo, Vinhos, Alfajores, Camisa de futebol, Centros Comerciais.

Mais informações úteis – Site: buenosairesturismo.

Quando é entrada gratuita para o museu?

X: Ingresso grátis.
F: Fechados

Museu:
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
Dom
Belas Artes
F
X
X
X
X
X
X
Arte Moderna
F
X
Arte Hispanoamericano
F
X
X
Arte Decorativa
F
X
Arte Popular
F
F
X
Arte Espanhol
X
Artes Plásticas Eduardo Sívori
F
X
F
F
Casa Carlos Gardel
F
X
Museu da Cidade
X
X

 

Eletricidade e Voltagem

A tensão elétrica na Argentina é de 220 volts, 50 ciclos de corrente alternada. As tomadas têm 2 orifícios cilíndricos ou 2 orifícios chatos mais um de descarga a terra.Convém viajar com um adaptador para estas tomadas.

Bancos e Troca de Dinheiro

Não faça câmbio no aeroporto. As taxas são muito baixas. Evite trocar dinheiro na rua.

Bancos: abrem às 10 e fecham às 15h. É possível fazer extrações de dinheiro e outras transações nos caixas eletrônicos, que funcionam durante as 24 horas.

Para trocar dinheiro em bancos e casas de câmbio devem apresentar um passaporte.

O melhor lugar para trocar de cheques de viagem é a sede da American Express: Arenales 707 (Plaza San Martín) centro de Buenos Aires.

Segurança em Buenos Aires

Buenos Aires é uma cidade tranquila para os turistas, mas vale a pena tomar algumas precauções para evitar problemas.

1- Cuidado com os taxistas pois costumam repassar notas de Pesos falsas. Procurem sempre pagar com notas “baixas”… tipo 10, 20 pesos, evitem pagar com notas de 100 e 50, pois muitos passam notas falsas no troco.

2- Não deixar sacolas e carteiras pendurados em cadeiras em lugares públicos.

3- Em lugares movimentados (Calle Florida, mercados, etc) Tenha cuidado com bolsas e carteiras.

4- Evite trocar dinheiro na rua.

5- Evite strip tease show oferecido na Rua Florida e do centro. Sempre roubam os turistas.

6- Cuidado com a bagagem no aeroporto e terminais de ônibus.

Importante:

Se na rua um pombo lhe sujar (ou sua roupa aparecer suja de repente), logo deverá aparecer alguém pronto para lhe ajutar a se limpar: é a pessoa que jogou a sujeira em você. Duarante a “ajuda”, ela tentará bater sua carteira ou roubar sua bolsa. Recuse veementemente a ajuda, segure bem sua bolsa ou sua carteira e grite POLÍCIA, POLÍCIA. O ladrão desistirá e irá embora.

Se uma mulher (e até mesmo homens) de aparência normal te chamar na rua para ver uma “apresentación” e ganhar massagens de meninas de graça, sem compromisso, na primeira vez, não dê atenção e saia! Na verdade elas são agentes de prostíbulos. Uma vez levados para “dentro” não te deixam sair, impedindo fisicamente até que se desembolse uma boa quantia em dinheiro. Esse tipo de golpe é bastante comum no centro, principalmente na Av. Corrientes, Calle Florida e Av. Lavalle.

Até breve!

Anúncios

Read Full Post »

Seguindo em direção  sul da cidade está o bairro de San Telmo. Saindo da Praça de Maio e percorrendo a Av. Paseo  Colón chega-se ao bairro mais pitoresco da cidade de Buenos Aires.

É caracterizado pelo estilo colonial de suas casas e pelas ruas empedradas. É um bairro muito fácil de se percorrer a pé.

Foto: Mario Banchik, Oscar Flores, Miriam Schvemer.

No caminho passamos pela Faculdade de Engenharia construída  durante o segundo governo do General Juan Domingo Perón.

Foto: buenosaires.travel

Em frente a faculdade há um monumento chamado “Canto ao Trabalho”, do escultor Rogelio Yrurtia (1879-1950), com 14 esculturas desnudas distribuídas em  dois grupos:” O Esforço Comum” e “O  Triunfo”.

Foto: Mario Banchik, Oscar Flores, Miriam Schvemer.

Um gentil senhor me explicou o  que a escultura representa. Os dois grupos carregam um pesado fardo e são guiados pela ” fortaleza e a esperança da mulher”.

Devem ter notado  a autoria das fotos. Nessa viagem ainda não tinha blog e não registrei alguns monumentos porque a máquina já estava cheia e  eu só descarregava no hotel, à noite, enviando por e-mail.

Vale a dica: se prepare para guardar as fotos da viagem munido de todo recurso tecnológico que existe na atualidade. O que não  deve é perder o momento do “click”! rsrs.

Bem, continuando nosso passeio, San Telmo  está  ligado a história da cidade.  A Praça  Dorrego  é o coração do bairro. Aos domingos acontece  uma feira de antiguidades, que vai desde livros, pratarias, esculturas a roupas e discos antigos. Aos domingos, de 10 às 17h.

Foto: Mario Banchik, Oscar Flores, Miriam Schvemer.

Perto  da praça  Dorrego está a igreja que  deu origem ao nome  do bairro. A Igreja de San Telmo ou  Igreja de Nossa Senhora de Belém, na Calle Humberto I. Em estilo barroco pertence a ordem de San  Ignacio de Loyola.

Foto: buenosaires.travel

Por muitos anos San Telmo  foi o bairro das  famílias aristocráticas de Buenos Aires, mas  um surto de febre amarela matou muitos habitantes e fez com que as famílias mais ricas fossem para o norte e oeste da cidade.

Atualmente é um bairro com muitos restaurantes, cafés, galerias de arte, antiguários  e locais onde se pode ouvir e dançar o tango. É um bairro com atmosfera  boêmia e o preferido pelos artistas.

Lá na esquina  da Calle Chile com Defensa está a estátua da Mafalda!

Foto: Beatrice Murch – Wikipedia

A escultura está em frente ao prédio que o quadrinista  Quino, seu criador, morou durante muitos anos. Que tal tirar uma foto com ela? A  inauguração aconteceu depois da minha estadia em Buenos Aires. Que pena! Mas na próxima viagem à capital argentina estarei lá.

Seguindo a Avenida Paseo Colón,  no sentido sul,  chega-se  ao Parque Lezama. Com muitas esculturas espalhadas pelo parque, entre elas o “Mirador de las barrancas” , vale uma visita ao Museu Histórico Nacional (antiga moradia da família Lezama) e a Igreja Ortodoxa  Russa,  semelhante a encontrada em Moscou, na Praça  Vermelha. Tem peças de grande valor doadas pelo Czar Nicolás II.

Mirador de las barrancas, Buenos Aires.
Foto: Mario Banchik, Oscar Flores, Miriam Schvemer.

Igreja Ortodoxa Russa, em Buenos Aires.
Foto: Mario Banchik, Oscar Flores, Miriam Schvemer.

Igreja Dinamarquêsa em Buenos Aires – A torre e os tetos da igreja correspondem ao estilo neogótico.

Foto: buenosaires.travel

Outra atração é  A casa mínima, na  San Lorenzo 380.
É uma construção da segunda década do século XIX. Sua fachada mede 2,17 metros de largura. Antigamente era comum que estes tipos de complementos às casas fossem ocupados pelos escravos da família. Outros acreditam que foi uma má distribuição de terreno que deixou esse “pedaço inútil”.

Foto: Mario Banchik, Oscar Flores, Miriam Schvemer.

Outra dica:

Para os viajantes de primeira viagem ou para quem ainda não foi a Buenos Aires  o site abaixo tem informações detalhadas (e preciosas!) sobre  turismo em Buenos Aires. Vale conferir:

http://wikitravel.org/pt/Buenos_Aires

Como chegar a feira de San Telmo:

Linhas de ônibus: 22, 24, 28A, 28B, 29, 33, 54, 61, 62, 74, 86, 93, 126, 130, 143, 152 e 159.

Até  o próximo post.

Read Full Post »

Compras em Buenos Aires? Há muitos  shoppings, feiras, mas nada se compara com a Calle Florida. Um calçadão enorme, largo, com muitas lojas, Galerias de Arte e lá você encontrará  as magníficas  Galerias Pacífico. Entrada pela Florida e Córdoba.

Pra quem deseja gastar, esse é o lugar!

Encontrará uma infinidade de produtos, que deixará sua malinha mais pesada (rs),  como Relógios Full Blooded , Tommy Hilfiger, Swatch… Pense!

Produtos de beleza  como  Estée Lauder, La Roche Posay, VICHY, Revlon, Clinique, AVÈNE,  Elancyl, Biotherm…  já imaginou?

Se você encontrar pessoas olhando para cima não estranhe, olhe também. O teto apresenta pinturas lindíssimas e  obras de arte nas paredes completam o charme da galeria.

Ah! E para o turista vai aqui uma dica: tem desconto! É só apresentar o passaporte ou  carteira de identidade.

A praça de alimentação conta com restaurantes, pizzarias, Mc Donald’s e  cafés.

Mas eu queria mesmo era provar o famoso Alfajor !

 Tem pra todo gosto, tipo e marca: Havana ( mais famoso), Terrabusi (gostoso), Jorgito (excelente), Milka (mais ou menos), Goye (mais chique e mais caro).

Alfajor é o nome dado a diversas formas de doces de origem árabe elaborados na  América Hispânica e na Espanha. Na Argentina, Chile, Uruguai, Peru e outros países da América se compõe de duas ou mais bolachas de maisena unidas por um recheio de doce de leite e geralmente cobertas de chocolate, glacê ou açúcar de confeiteiro.Também existem alfajores de frutas, mousse de chocolate e outros recheios. Na Espanha, os alfajores são doces tipicamente natalinos. (buenosaires-sem- segredo.com)

Falabella – Loja de departamento,  na Calle Florida, com artigos para crianças, eletroeletrônicos, vestuário  e decoração.

Reserve um tempo para conhecer a Calle Florida e não  deixe  Buenos Aires sem antes  assistir a um show de tango! Fui na  “Tanguera” e gostei muito do espetáculo. Veja aqui.

Quer mais?

Aguarde  o próximo post sobre Buenos Aires.

Read Full Post »

Você está viajando para Buenos Aires? Qual  é  o seu interesse? Arte, Show de Tango, Culinária, Compras, Turismo…? Você vai encontrar tudo isso e muito mais!

Quer conhecer um jardim Zen? Vá ao Jardim Japonês. É um espaço dedicado  à cultura japonesa e  educação ambiental.

O Jardim Japonês de Buenos Aires  foi construído no Parque Três  de Fevereiro, em 15 de maio de 1967. Está localizado no bairro de Palermo, próximo a Avenida Figueroa  Alcorta e a Avenida Casares.

Nessa ocasião estava em visita ao país o príncipe herdeiro  do Japão, Akihito e a princesa Mishiko.

Além de árvores e plantas, o jardim abriga  um prédio onde  funciona  um centro de atividades culturais, um restaurante,   o Viveiro Kadan  (onde é possível comprar bonsais), a Lanterna de Pedra,  um  ancoradouro, uma cachoeira, um campanário   e uma  loja de omiyage (souvenir).

Jardim

Embora seja uma área pública  cobra-se ingresso na entrada  e  toda arrecadação   é destinada  à manutenção do Complexo Cultural e Ambiental Jardim Japonês, instituição  administrada pela Fundação Cultural Argentino-Japonesa.  Lá se pode aprender  a preparar sushi  ou a fazer exercícios de meditação.

Puente Truncado

Samurai

Na tradição japonesa, as famílias ofereciam lanternas de pedra ao seu templo ou santuário de devoção. O pagode de pedra de 13 andares também é uma referência budista. Na arquitetura de templos, o pagode tem a função de guardar alguma relíquia do Buda. A quantidade de andares (divisões) é sempre ímpar, e no topo, há uma representação da flor de lótus – outro símbolo do budismo.(madeinjapan.uol)

Foto: Henrique Minatogawa

Contou os andares pra ver se é treze mesmo? Também fiz isso, rs.

Há um lago com carpas coloridas, que podem ser alimentadas (amei essa  parte, rs) desde que seja com a comida balanceada adquirida no próprio  centro.

Comprei um saquinho para alimentar as carpas. Elas ficam seguindo você até jogar o alimento.

Jardim Japonês – Carpas

Sino

No jardim encontram-se árvores antigas como a Paineira e a Tipuana tipu, plantas japonesa como a Cerejeira (Sakura), o Acer Palmatuny e lindas Azaléias.

Todos os elementos do Jardim Japonês buscam a harmonia e o equilíbrio.

As pontes  constituem símbolos: existe uma muito curva e extremamente difícil de atravessar, chamada Puente de Dios (ou Ponte de  Deus), que representa o caminho para o paraíso.

A outra ponte, citada anteriormente,   chama-se  Puente Truncado e conduz à “ilha  dos remédios milagrosos”.

Encontramos também figuras estilo Samurai, masculina e feminina.

O “mico do turista” ! kkkk

No próximo post,  mais Buenos Aires!

Read Full Post »

Minha primeira viagem na América do Sul, fora do Brasil, foi para Buenos Aires. Fui com umas amigas conhecer a “Terra do Tango“, que lembra um pouquinho a Europa.

Chegamos ao Aeroporto Internacional de Ezeiza,  situado a 35 km da cidade e de lá fizemos o translado para o hotel.

Ficamos hospedadas no Embajador Hotel,  localizado na  Av. 9 de Julho, a poucos metros do Obelisco. Hotel 3 estrelas, com ar condicionado, TV, internet, café da manhã e próximo a estação do metrô, o que  facilitou bastante nossos passeios.

A  Avenida 9 de Julho  é considerada a mais larga do mundo. Ganhou esse nome para homenagear a data da  Independência Argentina ocorrida em 9/7/1816. Foi construída em 1912 e concluída em 1930.

Com o passar dos anos foi alargada  e abriga vários pontos turísticos  com visita quase obrigatória: o Teatro Colón, o Obelisco, o Edifício Eva Peron, sendo cortada  por avenidas importantes como a Av de Maio, Corrientes, Rivadavia, General Paz e a Diagonal Norte.

Teatro Colón

Praça de Maio (Plaza de Mayo) centro da cidade, sede do governo nacional e prédios históricos onde estão alguns  dos principais pontos de interesse para os visitantes. A melhor forma de conhecer o centro é a pé.

O Cabildo – foi uma espécie de prefeitura na época colonial, depois  prisão e atualmente é  o Museu Nacional do Cabildo, com exposição de peças do período colonial e da independência. Dos onze arcos iniciais, alguns  foram subtraídos para dar lugar as atuais avenidas.

Imagem do Cabildo  com seus 11 arcos originais. Foto: Wikipédia.

Plaza de Mayo (Praça de Maio) – situada em frente a Casa Rosada, foi local das manifestações das mães que tiveram seus filhos desaparecidos pelos militares durante a ditadura argentina.

 

A Casa Rosada – sede da Presidência da República Argentina.

Fachada da Casa Rosada – Foto: Nicolas Maia.

 

A Catedral Metropolitana de Buenos Aires, situada próxima as Avenidas  Rivadavia e San Martín. Do lado direito está o Mausoléu que abriga os restos mortais do herói libertador General San Martín.

Interior da Catedral

Mausoléo

 

Algumas informações úteis para quem vai viajar para a Argentina:

* Não é obrigatório tomar vacinas.

*Moeda: Peso   (cotação:  1 real = 2,41  pesos, em 23/03/ 2012). Agora o peso vale: R$ 0,199 (Fev. 2017).

*Documentos: Passaporte e Seguro de Viagem

*Fuso horário:  GMT -3

*Segurança: cuidado  com a carteira,  principalmente nas áreas da Recoleta, Lavalle e Florida. Táxi: melhor pedir por telefone.

 

Até o próximo post sobre minha viagem a Buenos Aires.

Read Full Post »