Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Montreal’ Category

Você  gosta de colecionar lembrancinhas de viagem?

É quase certo que levará de lembrança  algum cacareco ou badulaque como recordação. Talvez um imã, um botton ou  algum objeto do artesanato local… Qual a sua preferência?

E o que não faltam são lojinhas ou kiosques  abarrotados de souvenirs para agradar ao turista!

Os livros são os mais pesados, mas nem por isso escapam. Já caí nessa tentação! rsrs.

Livros em promoção com fotos belíssimas dos lugares que você visitou ou que pretende ir na próxima viagem. Irresistível!


Fotos de  todos os ângulos!

Ótimas lembranças dessas viagens!

Mi Buenos Aires querido, cuando yo te vuelva a ver…

Rever Paris é sempre bom.  E planejar a próxima viagem pra lá é melhor ainda!

Matrioshka (Bonequinhas russas) – quando vi na CNE – Canadian Nathional Exhibition  levei de lembrança  para recordar aquele momento.

Chinatown

Mais algumas canequinhas da minha coleção! Essas são brasileiras.

Flores e borboletas!

Festa da Uva, Rio Grande do Sul e mais uma caneca lembrando  o Natal  coberto de neve e o Teddy Bear!

Essas também são brasileiras

Pensa que acabou? Olha quanta tranqueira vem por aí!!!

Um pouquinho do Brasil

Boneca russa – CNE – Toronto (coisas típicas da Rússia)

Buenos Aires – Tango e o apreciado Chimarrão

Paris – Torre Eiffel

Madrid – D. Quixote e Sancho Pança

Essa é a Notre Dame de Montreal !

Como diz a música ” Recordar é viver…” !!!!

Umas  lembrancinhas  para  a  galera!!

Uffa!!!

Você já foi a Bahia?

Venha conhecer Salvador e seus pontos turísticos. Até  o próximo post!

Read Full Post »

Uma viagem de sonho! Assim foi minha estadia em Quebec.

Château Frontenac – foto by Livi Souza.

Curtir com amigos e  parentes, e ainda conhecer uma cidade  linda, com  “castelo” , muralhas, canhões, igrejas  e cachoeira, ainda de quebra  voltar a  Ottawa e  assistir a troca da guarda,  fazer um tour  na cidade e no Parlamento!! Foi  muita emoção!

Parlamento em Ottawa.

Interior do Parlamento

Parlamento em Ottawa – foto by Livi Souza.

Despedida dessa linda cidade: uma vista maravilhosa da Catarata de Montmorency e da ponte pênsil. Ao fundo o Rio São Lourenço e a ponte que liga Quebec City a Lévis.

Foto: Internet.

Só faltou conhecer o Hotel de Gelo, rsrs.

Foto: Internet

Trouxe algumas lembrancinhas de Quebec. Um jogo americano plastificado com paisagens da região. Detalhe, um é o avesso do outro (2 em 1) por apenas  0,99 de dolar canadense, cada, na Zellers . Não resisti!!

Com o Château de Frontenac, do outro lado!

Foto: Michel Degray.

Com ruas de Quebec. Parece uma tela. Trata-se da Rue Ste -Anne. Aquarela – Manon Giguère.

Com folhas de bordo (Maple Leaf) – Símbolo Nacional do Canadá, do outro lado.

Um pouco de história:

A folha de bordo tinha sido adotada como emblema pelos canadenses  franceses ao longo do Rio  São Lourenço.

Jacques Viger,  primeiro prefeito de Montreal,  descreveu o bordo como “o rei da nossa floresta; … o símbolo do povo canadense”.

Em 1868, o bordo  foi  incluído no brasão das armas de Ontário e Quebec , e foi adicionado ao revestimento canadense de armas em 1921. Historicamente, a folha de bordo de ouro tinha representado Ontário, enquanto a folha de bordo verde tinha representado Quebec.

Padrão Real do Canadá.

Finalmente,  a folha de bordo tornou-se o símbolo central nacional, com a introdução da  bandeira canadense. No centro aparece uma folha de bordo estilizada.

Atualmente a folha de maple  também aparece nas moedas de 1 centavo e em várias empresas como a Air Canada, Toronto Maple Leafs e outras  como o Canadá MacDonalds.

Fonte: Wikipédia

Mas as lembrancinhas de viagem não podem faltar. Olhem que lindas  essas canoas indígenas! By Dollarama! rsrs

E como faço coleção de canecas, a de Quebec entrou na lista. Digo, na prateleira! rsrs.

Em outro post mostro minha coleção de canecas.Rs.

Até  breve!

Read Full Post »

Montréal é uma cidade que soube preservar seu passado arquitetônico sem deixar, contudo,  de se  modernizar. Minha estadia na cidade foi rápida, mas intensa!

Vamos dar uma olhadinha em mais algumas  maravilhas que essa cidade tem para mostrar aos seus visitantes e, quem sabe, despertar a vontade de conhecê-las ao vivo!

Sede da Bolsa de Valores de Montréal.

Tour De La Bourse

Palácio do Congresso – localizado no Quarteirão Internacional de Montreal.

Palais des Congrès - Montréal

As cores do outono e a Marché-Bonsecours.

Marché Bonsecours e Foliage

Bairro Chinês – portal

Chinatown Gate

Place Jacques Cartier, no inverno.

Place Jacques Cartier

La Baie

La Baie sur la rue Sainte-Catherine

Um dos pavilhões da Expo 67, o Habitat.

Habitat - Montréal

A Biosfera

Centro de Ensino de Artes, na rua Mc Gill.

McGill - Arts Building

 Foule Illuminée (Multidão Iluminada) – O trabalho é de 65 caracteres localizado em quatro níveis, sugerindo a degradação da raça humana e simbolizando a fragilidade da espécie humana.

Ele inclui uma série de pessoas de todas as idades, raças, rostos e condições. Realizado em 1985 pelo escultor franco-britânico,  Raymond Mason. Foi instalado em 1986, na McGill College  Av.

Jacques-Cartier Bridge  ( Le pont Jacques-Cartier) – 2,82 km de extensão. Atravessa, majestosamente,  o rio  Saint-Laurent.

Champlain Bridge (le pont Champlain) – 3,46 km de extensão, tráfego intenso sobre o Rio São Lourenço.

O que visitar  em Montréal:

  • O centro financeiro da cidade, com seus vários prédios modernos. O edifício Place Ville Marie, um dos mais altos da cidade com seus 188 metros de altura, forma o núcleo da cidade subterrânea  de Montreal, onde está localizado o maior shopping center  subterrâneo do mundo (com mais de 1 600 lojas).
  • Vieux-Montréal (Velho Montreal), um centro histórico com atrações como o Porto antigo da cidade, o edifício Jacques-Cartier e a Basílica de Notre-Dame de Montréal.
  • O  Quartier International de Montréal, ou QIM (Quarteirão Internacional de Montreal), uma área no centro da cidade que foi revitalizada entre 2000 e 2001. Possui várias praças e é onde está localizado o centro de convenções da cidade.
  • Mont-Royal
  • Igrejas: Basílica de Notre-Dame,  Notre-Dame-de-Bonsecours, Oratório São José, Marie-Reine-du-Monde (réplica em pequena escala da Catedral de S. Pedro, em Roma), St George (anglicana, em estilo neogótico.
  • Estádio Olímpico
  • Jardim Botânico ( o Jardim Chinês, o Jardim Japonês).
  • O Parque Jean Drapeau (onda está a Biosfera, há 2,1 km da cidade).
  • A rue Sainte-Catherine é uma rua comercial  com shopping centers, grandes lojas, teatros e restaurantes.
  • A Boulevard Saint-Laurent, a principal avenida de Montreal, a rua corta o centro financeiro, Chinatown e a Pequena Itália (centro da comunidade italiana) da cidade.
  • A rue Sherbrooke, com suas lojas luxuosas e suas galerias de  arte.
  • Boulevard René-Levésque, o centro financeiro da cidade, onde a maior parte dos arranha-céus da cidade estão localizados.
  • A arquitetura de muitos dos prédios de apartamentos de dois a quatro andares da cidade caracteriza-se pela presença de  escadas  fora do edifício, com o objetivo de economizar espaço interno.

Essas são algumas atrações de Montreal, sem citar os museus que são muitos.

Fonte e fotos: Wikipédia.

Até o próximo post.

Read Full Post »

Montreal é conhecida como a  Cidade dos Santos,  “la ville aux cent clochers”  em francês,  possui  inúmeras igrejas e basílicas, tanto que Mark Twain, um famoso humorista americano, comentou certa vez: “Foi a primeira vez que estive numa cidade na qual uma pessoa não pode lançar uma pedra sem estilhaçar a janela de uma igreja”.

Algumas das igrejas: Catedral Marie-Reine-du-Monde, Basílica Notre-Dame de Montreal, Basílica de São Patrício e o Oratório de São José. A última é a maior igreja canadense, possuindo o maior domo (ou cúpula) do seu gênero, logo a seguir ao da Basílica de São Pedro, em Roma. (Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br)

Capela de Notre-Dame-de- Bon Secours

Interior da  Capela de Notre-Dame-de-Bon Secours

Cripta  –  Saint Joseph de Montreal

Oratório São José (St. Josephs Oratory)

Montreal –  St. Joseph.

Oratório de Saint Joseph, a partir do Mont Royal.

Basílica de Notre-Dame de Montreal

Foto: Wikipédia

Interior da Basílica de Notre-Dame de Montreal.

Foto: Wikipédia

Interior da Notre-Dame de Montreal

Foto: http://www.ajanelalaranja.com

Curiosidades sobre o metrô de Montreal

Foto:www. portalsaofrancisco.com.br

O sistema de transportes públicos de Montreal é totalmente integrado (metrô e ônibus), como é de costume no Canadá.

As linhas do Metro de Montreal são identificadas principalmente por sua cores, mas também pelo número ou estações terminais da linha. A direção é identificada pelo nome da estação terminal para aonde o trem se dirige.

A Linha 1 –  VERDE:  Agrignon <-> Honoré-Beaugrand. Tem 27 estações.

A Linha 2 – LARANJA:  Cotê-Vertu <->Henri-Bourassa ou Montmorency. É a mais importante e a que tem mais estações (31).

A Linha 3 –  AMARELA:  Berri-UQAM <-> Longueuil-Université-de-Sherbrooke. É a menor, com apenas 3 estações.

A Linha 4 –  AZUL: Snowdon <-> Saint Michel. Tem 12 estações.

Mapa do metrô

Foto: Wikipédia

Outra curiosidade são as obras de arte nas estações, ou melhor, as estações são obras de arte!

São conhecidas como as maiores obras de arte subterrânea do mundo! Lá encontra-se arquitetura,  estátuas e pinturas  fantásticas, que até esquecemos de pegar o metrô, rsrs!

Antes de partir de  Montreal  reserve um tempinho para ir aos subterrâneos!

Underground City – são quilômetros de lojas nos subterrâneos de Montreal. Lá você pode comprar de tudo, passear, tomar um cafezinho, almoçar,  independente do tempo lá fora.

E para transpor o rio São Lourenço várias pontes chamam atenção pela sua beleza. Uma das mais importante é a Ponte Jacques Cartier.

Até o próximo post.

Read Full Post »

O Parque Olímpico de Montreal fica a leste da cidade. É  formado pelo Estádio Olímpico, o  Biodôme, o Jardim Botânico, um moderno museu e laboratório de ecologia e um Insectarium.

Vila Olímpica

Torre de Observação e Estádio Olímpico

Biodôme de Montreal

Nesse estádio aconteceram os Jogos Olímpicos de verão, em 1976.

O que mais me impressionou foi a torre de observação. É a mais alta  torre inclinada do mundo!

Ingressos (em CAD):

* Visitas guiadas de 40 minutos (Estádio e Centro de Desportos) – $ 8,25

* Visita  (Estádio Olímpico e o Castle Museum Dufresne) – $ 14

* Observatório e Visita Guiada – $ 20  adultos (taxas incluídas)

* Observatório e  Jardim Botânico /Insectarium – $ 26,50  adultos (taxas incluídas)

* Observatório e Biodôme – $ 26,50  adultos  (taxas incluídas)

Nota do site –  http://www.rio.gouv.qc.ca/  sobre:

Programação de Férias no Observatório da Torre

Por favor, note as seguintes alterações na nossa programação normal no Observatoire de la Tour de Montreal para os feriados.

24 e 25 de dezembro de 2011: fechado
26-31 dezembro de 2011: 9:00 às 17 hs
Primeiro de janeiro de 2012: 0:00 às 17 hs
02-8 janeiro 2012: 9:00 às 17 hs

Fechado para manutenção anual

O Observatório será fechado durante a manutenção anual do funicular, de 9 janeiro – 17 fevereiro de 2012. Estamos ansiosos para recebê-lo em nossa programação regular a partir de 18 de fevereiro de 2012. (Fonte: http://www.rio.gouv.qc.ca)

O Jardim Botânico é o  segundo maior em importância do mundo, ficando atrás apenas do de Kew, na Inglaterra. Está localizado ao lado do Estádio Olímpico.

foto: Wikipédia

Se gosta de natureza,  não deixe de visitar o Chinese Garden , o Parc La Fontaine e o Parc Jean-Drapeau.

Montreal é famosa também pelo “Cirque du Soleil“. Se tiver oportunidade  vá assistir, o espetáculo é perfeito! Imperdível!

Em Montreal existe um CENTRE INFOTOURISTE localizado a rue Peel, 1255, (uma quadra abaixo da rue Sainte Catherine) onde se chega facilmente de metro. Ali se consegue mapas, folders, indicações, preços de passeios em Montreal, Quebec City, Parc du Mont-Tremblant, Laurenties, Ottawa, e outras províncias do Canadá. (Fonte: Wikitravel)

Slides de Montreal: Parque Olímpico de Montreal – Jadim Botânico

Este slideshow necessita de JavaScript.

No próximo post: Igrejas de Montreal

Read Full Post »

Montreal está separada da costa sul pelo Rio São Lourenço, um dos maiores rios do mundo.

O centro de Montreal tem característica de metrópole norte americana, é uma cidade  aconchegante, animada e  cheia de atrações. Na Velha Montreal podemos perceber aquele encanto francês, que constitui uma de suas maiores originalidades.

É uma cidade com grande diversidade cultural.

Place Jacques-Cartier

Rue Saint-Paul – Cada rua de Montreal tem seu encanto particular.

O patrimônio arquitetônico de Montreal  data de mais de  três séculos. Construções do Século XVII  estão rodeadas de altas torres de vidro, que representam o Séc. XXI.

O Centro da  Vieux-Montréal e o Vieux-Port.

Vieux-Port  (Velho Porto)  e sua Marina.

Entrando no túnel, passando  por baixo do Rio São Lourenço. É Montreal com “emoção”!

Saída do túnel.

Mont-Royal (Monte Real) – apelidada  pelos montrealenses de  “la Montagne”  (The Mountain). A montanha está localizada dentro do Parque de Mont Royal, que fica no meio da ilha de Montreal.

A montanha consiste de três picos: Colline de la Croix (Monte Royal), com 223 metros de altitude, Colline d’Outremont (Monte Murray), com 211 metros de altitude, e a Colline de Westmount, com 201 metros de altitude. (Fonte: Wikipédia)

O parque de Monte Royal possui uma área de mais de 200 hectares. É uma das atrações de Montreal. Lá as pessoas podem praticar esqui  cross-country, apreciar a cidade e as cores do outono, fazer caminhadas, piquenique, patinar no gelo, olhar a cidade e descansar os olhos observando o horizonte.

Vista da cidade a partir da montanha.

Fonte: Wikipédia

Beaver Lake (Lac aux castors), no Mount Royal.

Fonte: Wikipédia

Vista da cidade  à noite.

Montreal by Gina Moraes.

Monte Royal à noite

Como chegar ao parque:

* Pegar a trilha do monumento Cartier ao lado da  Avenue Park (ônibus 80 ou 129) ;

* Estação de metrô Mont-Royal  e tomar o ônibus 11.

* Subir via Côte-des-Neiges e Voie Camillien-Houde (existem estacionamentos fora da estrada).

Veja o Parque Olímpico de Montreal, no próximo post.

Até lá.

Read Full Post »

Bienvenue à Montréal! Considerada a  cidade mais europeia da América do Norte. Situada na  Província de Quebec, está localizada na ilha do mesmo nome, no Rio São Lourenço.  Montreal é a segunda cidade  mais populosa do Canadá e também a mais francófona depois de Paris.

Bandeira de Montréal

  

Foto: Wikipédia

As flores na bandeira e no selo da cidade são símbolos da França, da Inglaterra, da Escócia e da Irlanda.

Brasão de Montréal

Foto: Wikipédia

*Está escrito “Salvação  através da  Harmonia”.

Montréal está distante 150 km de Ottawa e 200 km de Quebec. Saindo de Toronto são 542 km, mais ou menos  6 horas e 14 minutos de carro até Montréal. A estrada é ótima e nem vi o tempo passar.

A Ilha de Montréal possui 50 km de comprimento por 16 km de largura, na sua  extensão máxima. No inverno costuma nevar bastante e a temperatura média é de – 10,5 graus, sem incluir o fator vento (pode ir para  -40 graus).

A palavra Montreal é uma forma simplificada de “Mont- Royal” , um morro que fica  no centro da ilha. Em 1535 esteve por essas bandas um francês de nome Jacques Cartier, primeiro europeu a pisar na atual cidade de Montréal. Por isso esse nome está presente em vários pontos turísticos, como veremos.

Apesar da maioria da população falar francês, o idioma inglês também é falado por um grande número de habitantes. A palavra Montréal  deve ser acentuada de acordo com resolução do governo do Canadá e Quebec em todo material impresso no país, porém quando usada em materiais no idioma inglês geralmente se omite o acento .

Prefeitura de Montreal  (Montreal City Hall ou Hôtel de Ville), na Rue Notre-Dame  275.

Os cinco andares da Montreal City Hall, em francês: Hôtel de Ville de Montréal, é  obra dos arquitetos Henri-Maurice Perrault e Alexander Cowper Hutchison. Foi construído entre 1872 e 1878 . Está localizado na parte antiga da cidade , entre a Praça Jacques-Cartier e o Champ de Mars,  na 275 Notre-Dame Street East. A estação de metro mais próxima é  Champ de Mars.

Foi a primeira prefeitura  a ter sido construída no país,  exclusivamente, para a administração municipal. É considerada um dos melhores exemplos do estilo do Segundo Império no Canadá.  Em 1984 foi designado um local histórico nacional no Canadá. (Fonte: Wikipédia)

City Hall de Montreal, à noite.

Foto: Wikipédia

E cá estava eu numa das cidade mais antigas do Canadá, fundada em 1642, com uma das populações mais bem educadas do mundo! Sede de vários eventos culturais nacionais e internacionais, como o Juste pour Rire, um dos maiores festivais de comédia do mundo, o Festival de Jazz de Montreal, um dos maiores festivais de jazz  do mundo, e  para quem é fã de Fórmula I, o Grand Prix de Montreal.

Montréal também foi sede de Olimpíada e o parque olímpico é um dos principais  pontos de interesse, como veremos nos próximos posts.

As ruas do centro histórico estão sempre cheias de turistas, cada um procurando o melhor ângulo para registrar as belezas da cidade.

O centro da cidade está rodeado de grandes áreas verdes, com vistas magníficas.

La Place Jacques-Cartier – “Le Monde”

Rue Notre-Dame

Vista parcial da Place Jacques-Cartier

Calèche – Carruagem para o tour no centro histórico.

Andando pela cidade, acredite,  acabamos  encontrando um restaurante de um conterrâneo (Ki Delícia, de Easy e Edvaldo). A saudade da comidinha baiana fez a gente entrar e matar a saudade.

O melhor jeito de  se locomover na cidade é pelo metrô. Estacionamentos são poucos e caros. Tem mapa da cidade, grátis,  em quase todas  as estações. Dirija-se a bilheteria e peça um. Vá preparado para tirar muitas fotos das estações. São fantásticas.

Place d’ Armes – Transporte para turistas em frente a Basílica de Notre Dame de Montréal.

Enfim, a Igreja de Notre Dame de Montréal.

Foto: Wikipédia

A Basílica de Notre-Dame, católica, é uma obra mestra da arquitetura neogótica. Seu interior policromo  é extraordinário.

Fonte: Fotomania Editions

Me lembrei de uma web-amiga que é fã de carteirinha de Paris. Cel vai amar conhecer Montréal.

Até o próximo post.

Read Full Post »